"Arte incômoda"

de Nelson Sato

"Arte inc moda""Meu Deus, o que é isso?!". A expressão de espanto de um visitante, na última quinta-feira, poderá se tornar corriqueira a partir da próxima segunda-feira quando o artista plástico João Werner inaugurar oficialmente sua nova exposição em Londrina.

Intitulada ''Et in Arcadia Ego. Sátiros, Ninfas & Outros Demônios'', a mostra também abre sua galeria no Centro Comercial, região central da cidade. A exposição reúne 15 gravuras criadas em computador e impressas em papel fotográfico, além de quatro pinturas feitas em técnica tradicional - três em acrílica e uma em óleo.

As imagens retratam criaturas mitológicas nuas, todas evocando prazeres mundanos. Uma parte dos trabalhos Já estava à vista do público ao longo desta semana. ''Minha monitora contou que algumas pessoas sentiram-se incomodadas com o que viram. Acho divertido. não me interessa entreter a burguesia. Arte tem que ter atrito'', diz o artista.

A inspiração para o tema surgiu anos atrês, a partir da reação de algumas pessoas às primeiras imagens do sátiro que apareciam em sua produção. ''Na época, eu deixava meu atelier aberto para o público. Como ficava próximo de fábricas, na zona sul da cidade, muitos trabalhadores entravam e se asustavam com que viam. Alguns saiam correndo. Isso me chamou atenção e me cativou para pesquisar mais sobre o assunto'', conta.

Werner assinala que a figura do sátiro sofreu uma deturpação ao longo dos séculos. De amante do vinho e do sexo, tornou-se uma encarnação do Mal. Segundo ele, a Igreja teria se apropriado da simbologia original para mancHá-la com caracterizações negativas. ''é só ver como ele foi retratado durante a Idade mídia'', diz.

''A Igreja o trata como a personificação do demônio, talvez pela sua feiúra, porque ele era meio bode e meio ser humano. Na mitologia grega, ao contrário, o sátiro representava a embriaguez e a excitação sexual. Era um ser priápico, excitado, equivalente a um carnavalesco'', explica. O artista salienta que um de seus objetivos, com a exposição, é justamente levantar debates em torno dessa ''injustiça cultural''.

''Quero revelar uma imagem da cultura grega mais colorida, com um olhar contemporâneo. A intenção é fazer a apologia do sátiro elevando-o à condição de uma metáfora dos vitimados, da confrontação do indivíduo contra a sociedade'', assinala. Werner acrescenta que planeja montar exposições trimestriais em seu novo espaço, que poderá ser visitado pelo público também à noite.

Dados da publicação

Nelson Sato, "Arte incômoda", Folha de Londrina, Caderno Folha 2, pp. 1, 6 de novembro de 2010.

Ver a página da exposição

Outros textos sobre a arte de João Werner

Textos de críticos de arte

Reportagens e matérias jornalísticas

Ensaios poéticos e apresentações de exposições

Livros de João Werner
à venda

Capa do livro "A figura na Comunicação Visual"

"A figura na Comunicação Visual"

Mais informações sobre o livro.
Kindle Amazon: R$ 38,37.

Capa do livro "A Terra e o trabalho com a Terra"

"A Terra e o Trabalho com a Terra"

Livro de arte com a reprodução de 34 pinturas cuja temática é o sagrado trabalho com a Terra. . São pinturas a óleo, acrílica e digitais, realizadas desde 2002.

Livro impresso, R$ 55,41.

Capa do livro "Mesa de bar"

"Mesa de bar"

Livro de arte com a reprodução de 32 pinturas a óleo, acrílicas e digitais sobre o cotidiano da vida citadina.

Livro impresso, R$ 55,41.

Capa do livro "Esculturas e relevos"

"Esculturas & relevos"

Reprodução de 48 fotografias de esculturas em cimento, madeira, ferro fundido, argila e gesso.

Livro impresso, R$ 58,06.

Capa do livro "Et in Arcadia Ego"

"Et in Arcadia Ego"

Reprodução de 39 pinturas a óleo, acrílicas e digitais de sátiros e ninfas.

Livro impresso, R$ 61,14

Capa do livro "Motel barato"

"Motel barato"

Livro de arte com a reprodução de 36 pinturas a óleo, acrílicas e digitais sobre o tema do erotismo e sexualidade.

Livro impresso, R$ 58,06.