"Werner, do palco às galerias"

de Anônimo

"Werner, do palco às galerias", Trabalhou no teatro como ator e diretor. Na dança, Já foi coreógrafo e bailarino clàssico, e na poesia um poeta premiado. Um artista versátil que descobriu em 1982, aos vinte anos que a vocação estava mais para artes plásticas. Trata-se do londrinense João César Werner, que a partir de hoje estará expondo no Paço Municipal, a mostra itinerante "Esculturas & Pinturas". As 50 peças de Werner que pela primeira vez expõe em Maringá estarão em exposição até o dia 14. A abertura de "Esculturas & Pinturas" será às 20 horas.

O artista plástico diz que a mostra itinerante começou no màs passado, em Rolândia / PR e deverá se encerrar em dezembro. No cronograma, estão previstas exposições em Londrina, Faxinal, Apucarana, Ibiporã, e possivelmente no Museu de arte contemporânea de Curitiba. Werner tem obras em Argentina, Canadá e Estados Unidos.

Formado em Educação artística pela associação Prudentina de Educação e Cultura de Presidente Prudente / São Paulo, "ele pode ser considerado como um dos nomes mais representativos da jovem arte do Norte do Paraná', criticou a diretora do Museu de arte contemporânea e membro da Associação Internacional de críticos de Arte, Adalice Araújo, no ensaio feito especialmente ao artista plástico. Ela diz que, apesar de ser um artista muito jovem, a obra de Werner, "indica-o como um artista de personalidade marcante, fadado a ser umas das grandes expressões da arte nacional".

Utilizando o cimento na confecção de esculturas e a tinta acrílica na pintura de quadros, ele diz que se enquadra na "tendência da novidade, da sinceridade, porque procuro situar o trabalho dentro do contexto de minha vida". Apesar de cultivar a arte jovem, Werner Não trabalhou ainda com o abstrato porque, segundo ele, é necessária uma linguagem cultural muito grande do público. O artista procura trabalhar com o figurativo a partir de inúmeras leituras de Platão a Nietzsche absorvidas na adolescência.

Tanto nos painéis de madeira quanto nas esculturas em redondo, em geral em cimento, Werner revela uma maneira especial e pessoal de esculpir. Nas esculturas de pequenas dimensões, denominadas "figurinhas", o artista adota "um cânone curto que acentua o caráter arcaico, a expressividade e o dinamismo do humanismo popular", afirma Adalice. "Tributo ao homem do campo", o mais recente monumento de grandes dimensões, procura valorizar o homem e a natureza, além de possuir um conteúdo de reinvindicação social. A escultura onde Werner conseguiu fundir o popular ao contemporâneo, está exposta na praça Getúlio Vargas, em Cambé, cidade vizinha de Londrina.

Artista plástico por natureza e profissão, Werner diz que sobrevive da arte, porém, acredita que o mercado de arte também passa por crises porque a "maioria dos outros artistas tem outras atividades". Aos 24 anos com varias premiações em nível do Norte do Paraná, o artista plástico considera-se "um garoto sem conotação pejorativa" porque, em sua opinião, o artista jovem tem de 30 a 35 anos.

Dados da publicação

Anônimo, "Werner, do palco às galerias", O diário do Norte do Paraná, Maringá (PR), 05/06/1987, pp. 2.

Outros textos sobre a arte de João Werner

Textos de críticos de arte

Reportagens e matérias jornalísticas

Ensaios poéticos e apresentações de exposições

Livros de João Werner
à venda

Capa do livro "A figura na Comunicação Visual"

"A figura na Comunicação Visual"

Mais informações sobre o livro.
Kindle Amazon: R$ 38,37.

Capa do livro "A Terra e o trabalho com a Terra"

"A Terra e o Trabalho com a Terra"

Livro de arte com a reprodução de 34 pinturas cuja temática é o sagrado trabalho com a Terra. . São pinturas a óleo, acrílica e digitais, realizadas desde 2002.

Livro impresso, R$ 55,41.

Capa do livro "Mesa de bar"

"Mesa de bar"

Livro de arte com a reprodução de 32 pinturas a óleo, acrílicas e digitais sobre o cotidiano da vida citadina.

Livro impresso, R$ 55,41.

Capa do livro "Esculturas e relevos"

"Esculturas & relevos"

Reprodução de 48 fotografias de esculturas em cimento, madeira, ferro fundido, argila e gesso.

Livro impresso, R$ 58,06.

Capa do livro "Et in Arcadia Ego"

"Et in Arcadia Ego"

Reprodução de 39 pinturas a óleo, acrílicas e digitais de sátiros e ninfas.

Livro impresso, R$ 61,14

Capa do livro "Motel barato"

"Motel barato"

Livro de arte com a reprodução de 36 pinturas a óleo, acrílicas e digitais sobre o tema do erotismo e sexualidade.

Livro impresso, R$ 58,06.